terça-feira, 18 de junho de 2019

Arco-iris



Houve uma vez que as cores do mundo começaram uma disputa entre si. Cada uma reivindicava para si que era a melhor. A mais importante. A mais útil. A favorita.


- A cor verde disse:

- "Claro que sou a mais importante. Eu sou sinal de vida e de esperança. Eu fui a escolhida para grama, árvores e folhas. Sem mim, morreriam todos os animais. Examine o campo e verá que sou maioria".


- A cor azul interrompeu:

- "Você só pensa na terra, mas deve considerar o céu e o mar. A água é a base de vida e é retirada pelas nuvens do mar profundo. O céu dá espaço e paz e serenidade. Sem minha paz, você não seria nada".

   
- O amarelo riu:

- "Você é sempre tão séria. Eu trago risada, alegria, e calor para o mundo. O sol é amarelo, a lua é amarela, as estrelas são amarelas. Toda vez que se olha para um girassol, o mundo inteiro começa a sorrir. Sem mim não haveria nada divertido".


- Laranja, estando próximo, colocou a boca no trombone:

- "Eu sou a cor da saúde e força. Eu posso estar escassa, mas eu sou preciosa porque eu sirvo as necessidades da vida humana. Eu levo as vitaminas mais importantes. Pense em cenouras, abóboras, laranjas e mamões. 

Eu não fico vadiando o tempo todo, mas quando eu encho o céu ao amanhecer ou no pôr-do-sol, minha beleza é tão impressionante que ninguém mais pensa em qualquer uma de vocês".


- Vermelho não agüentou por muito tempo e gritou:

- "Eu governo todos vocês. Eu sou sangue - o sangue de vida!

Eu sou a cor de perigo e de coragem. Eu estou disposto a lutar por uma causa. Eu trago fogo no sangue. 

Sem mim, a terra estaria tão vazia quanto a lua. Eu sou a cor da paixão e do amor".


- Rosa já cheia de tudo, falou com grande pompa:

- "Eu sou a cor da realeza e do poder. Reis, chefes, e bispos sempre me escolheram porque eu sou sinal de autoridade e sabedoria. As pessoas não me questionam! Elas escutam e obedecem ".


- Finalmente índigo, muito mais calma que todas as outras, mas da mesma maneira e com muita determinação

- "Pensem em mim. Eu sou a cor do silêncio. Vocês nem sempre me notam, mas sem mim todos vocês ficam superficiais. Eu represento o pensamento e a reflexão, crepúsculo e água profunda.

Vocês precisam de mim para o equilíbrio e para o contraste, para a oração e para a paz interior".

E assim as cores se ostentavam, cada uma se convenceu de sua superioridade. 

A disputa cada vez mais acirrada.

De repente um flash surpreendente de um trovão iluminou tudo. A chuva verteu implacavelmente. 

As cores se encolheram de medo, enquanto procuravam ficar perto uma da outra.

 No meio do barulho, a chuva começou a falar:

- "Você cores tolas, lutando entre si, cada uma tentando dominar as outras. Vocês não sabem que cada cor traz um propósito especial, nem igual e nem diferente? Dêem as mãos e venham a mim".

Fazendo como lhes fora dito, as cores se uniram e deram-se as mãos.


A chuva continuou:

- "De agora em diante, quando chover, cada uma de vocês se estirará pelo céu em um grande arco de cor para lembrar que se pode viver em paz. Criarão o arco-íris. E o arco-íris será sempre um sinal de esperança".

 E assim, sempre que uma boa chuva lava o mundo, um arco-íris aparece no céu, mostrando a amizade entre as cores que dura até hoje e durará para sempre.

terça-feira, 7 de maio de 2019

Depois de um tempo você aprende.....



"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e nem promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez enquando e você precisa perdoá-la por isso.


Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que leva-se um certo tempo para construir confiança e apenas segundos para destrui-la,e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem da vida.

E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa ... Por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas,pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe... Depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"



terça-feira, 9 de abril de 2019

quinta-feira, 28 de março de 2019

Pedras no caminho?



Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo.

E você pode evitar que ela vá a falência.

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.

Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza.

Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos.

Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.


Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um não.

É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora
dentro de cada um de nós.

É ter maturidade para falar eu errei.

É ter ousadia para dizer me perdoe.

É ter sensibilidade para expressar eu preciso de você.

É ter capacidade de dizer eu te amo.

É ter humildade da receptividade.

Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você
ser feliz . .

E, quando você errar o caminho, recomece.

Pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita.

Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.

Usar as falhas para lapidar o prazer.

Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.

Jamais desista das pessoas que você ama.

Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

Pedras no caminho?

Guardo todas, um dia vou construir um castelo . 


Autoria: Fernando Pessoa

segunda-feira, 11 de março de 2019

A lição da borboleta



Um dia, uma abertura apareceu num casulo e um homem ficou observando o esforço da borboleta para fazer com que seu corpo passasse por ali e ganhasse a liberdade.Por instante, ela parou, parecendo que tinha perdido as forças para continuar.

Então, o homem decidiu ajudar e, com uma tesoura cortou delicadamente o casulo.A borboleta saiu facilmente.Mas, seu corpo era pequeno e as assas amassadas. O homem continuou a observar a borboleta porque esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e ela saisse voando. Nada disto aconteceu. A borboleta ficou ali rastejando, com o corpo murcho e as asas encolhidas e nunca foi capaz de voar.

O homem, que em sua gentileza e vontade de ajudar, não compreendeu que o casulo apertado e o esforço eram necessário para a borboleta vencer esta barreira. Era o desafio da natureza para mante-la viva. O seu corpo se fortaleceria e ela estaria pronta para voar assim que se libertasse do casulo.

Algumas vezes o esforço é tudo que precisamos na vida!


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A diferença entre gostar e amar....